quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Espelho


 Quem é essa mulher
que me olha
E grita
Quem é essa mulher
Aflita
Com pele escura e salgada
Cabelos crespos
Ou lisos
Os olhos no amanhecer
E os pés na madrugada

Palavras de um futuro
Envolto em mil passados
Liberdade,
Ainda ardia
E dançamos sobre as brasas
E comemos agonia
Arrotando asas 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leitor e leitora, dê sua opinião, recado etc aqui!