terça-feira, 21 de julho de 2015

Rimas vitais (para os filhos dos dias)


Estradas e barreiras
Dos dias
Entradas e bandeiras
Da alma
Sem as respostas cabíveis
Nas represas da fala
Sem os futuros
Possíveis de outrora
Mas sempre as belezas
Presentes no agora
De encanto...

No entanto
Os gritos seguem fundamentais

Rimar ou não rimar
Parece opção
Mas é como a vida

- Não


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leitor e leitora, dê sua opinião, recado etc aqui!